Jornal Correio Popular Notícia


IDARON
Declaração de rebanhos encerra na sexta-feira, 31

Data da notícia: 2024-05-27 18:49:07
Foto: Marco Schutte/Idaron e Daiane Mendonça
A declaração é obrigatória para criadores de bovinos, bubalinos, ovinos, caprinos e suínos

Sexta-feira (31) é o último dia para que produtores rurais façam a declaração de rebanhos à Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron). A declaração é obrigatória para criadores de bovinos, bubalinos, ovinos, caprinos e suínos. Equídeos e aves também podem ser declarados.

Para declarar pela internet, basta acessar o site da Agência www.idaron.ro.gov.br

Ontem (27), a Idaron já tinha registrado 99,9 mil declarações, 71% do total de pecuaristas que devem vir à agência (pela internet ou presencialmente), a fim de atualizar o cadastro de animais na primeira etapa da campanha. Do total, 34,7 mil foram feitas online, ou seja, 34,6% dos que já declararam utilizaram a plataforma para regularizar o número de rebanhos das propriedades rurais.

O governador de Rondônia, Marcos Rocha (União Brasil), afirmou que a ação é primordial para manutenção do status internacional do estado de área livre de febre aftosa sem vacinação, com reconhecimento da Organização Mundial da Saúde Animal (OMSA). “Ao declarar o rebanho, o produtor certifica ao consumidor a sanidade e qualidade da sua produção”, ressaltou.

De acordo com o coordenador técnico da Idaron, Walter Cartaxo, o produtor rural que ainda não efetivou login no sistema da Idaron, para cadastro de senha, deve fazê-lo o quanto antes, pelo computador ou celular.

“É tudo muito rápido e a declaração pelo site pode ser realizada em qualquer dia e horário, inclusive aos sábados, domingos e feriados”, explicou.

O presidente da Idaron, Julio Cesar Rocha Peres, destacou que o objetivo da campanha é manter atualizado o banco de dados relacionado à pecuária rondoniense.

“Esse é um dos compromissos assumidos pelo governo estadual e pelo pecuarista, que integra a política de responsabilidades compartilhadas para manutenção do status internacional de livre de febre aftosa sem vacinação.”

Julio Cesar Peres chamou a atenção também para outra questão importante, a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), que está vinculada à declaração de rebanhos. Ou seja, o produtor só pode emitir a guia após regularizar o rebanho por meio da declaração.

Além das informações relacionadas à atualização dos rebanhos, são levantadas ainda informações de produção de peixe/pescados, abelhas e alguns tipos de frutas, com perguntas diretas e simples para que as informações referentes a essas culturas possam ser atualizadas.

Fonte: Secom

Notícia vista 11891 vezes


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.