Jornal Correio Popular Notícia

8 ANOS DEPOIS
Volta de torcida visitante é debatida em São Paulo

Data da notícia: 2024-01-19 17:50:03
Foto: Assessoria/Divulgação
Supercopa, no Mineirão, será a primeira vez que duas equipes paulistas se enfrentarão com as torcidas no estádio desde 2016

O presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), Reinaldo Carneiro Bastos, se reuniu na manhã desta sexta-feira com líderes de torcidas organizadas de Palmeiras e São Paulo, que disputam a Supercopa do Brasil, no começo de fevereiro, para discutir um plano de segurança para a partida, que será realizada em Belo Horizonte com palmeireneses e são-paulinos nas arquibancadas.

Na reunião, que contou com a presença do Capitão Felipe Longo, do Batalhão de Choque da Polícia Militar (PM), e do delegado Cesar Saad, da Drade (Delegacia de Repressão aos Delitos de Intolerância Esportiva), Carneiro Bastos admitiu que quer usar o duelo em Minas como exemplo para debater o fim das torcidas únicas em clássicos paulistas – medida que vigora desde 2016.

A intenção foi buscar o compromisso das organizadas de que a partida no dia 4 de fevereiro será disputada sem incidentes fora de campo para retomar o diálogo com autoridades do estado pela volta de visitantes aos estádios de São Paulo nos jogos que envolvem Corinthians, Guarani, Palmeiras, Ponte Preta, Santos e São Paulo.

O Ministério Público, que todo ano renova a recomendação para jogos com torcida única, não teve representantes no encontro.
Na reunião, houve promessa dos torcedores organizados de que a Supercopa será disputada sem confusões.

Houve, no ano passado, uma discussão semelhante durante o Campeonato Paulista, quando o clássico entre Palmeiras e Santos, realizado no Morumbi, casa do São Paulo, não teve problemas graves, ainda com torcida única.

Uma emboscada de palmeirenses a corintianos, quatro dias depois, porém, fez o grupo que debatia a possibilidade desistir de levar a ideia à frente naquele momento.

O jogo em Belo Horizonte apresenta uma oportunidade que é vista como única pelos que defendem a volta dos visitantes aos estádios, o que inclui a FPF, os clubes e as torcidas organizadas.

Será a primeira vez que duas equipes paulistas se enfrentarão com ambas as torcidas no estádio desde 2016, quando uma série de confrontos violentos entre corintianos e palmeirenses após um clássico no Pacaembu levou à determinação ainda em vigor.

Fonte: Leonardo Lourenço - GE

Notícia vista 1593 vezes


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.