Jornal Correio Popular Notícia

MARCA
Programa Prato Fácil chega a mais de 2 mi de refeições

Data da notícia: 2023-09-28 09:45:50
Foto: Assessoria
Em dois anos e quatro meses, foram distribuídas mais de 2 milhões de refeições a 31 mil famílias cadastradas

Criado há dois anos e quatro meses pelo governo de Rondônia, o programa Prato Fácil bateu mais um recorde, na segunda-feira (25), ao chegar à marca dos 2 milhões de refeições ofertadas para famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica nos seis municípios com restaurantes credenciados. Ao todo, são 38 estabelecimentos privados que fornecem refeições e nutritivas, ao custo de R$ 2 para os beneficiários do programa cadastrados no CadÚnico. O cardápio é elaborado sob orientação da equipe de nutricionistas da Coordenadoria de Segurança Alimentar e Nutricional (Cosan) da Secretaria da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas).

A quantidade de refeições, 2.017.825, equivale a 160 toneladas que beneficiaram mais de 31 mil famílias ou mais de 60 mil pessoas de forma individual. O investimento do governo estadual como contrapartida foi de R$ 30 milhões, com faturamento estimado em R$ 34 milhões e uma economia de R$ 4 milhões para os cofres públicos.

Entre os beneficiários do Prato Fácil está Maria da Glória, dona de casa, que há quatro anos faz tratamento de câncer no Hospital do Amor, e tem no programa estadual a garantia de nutrientes necessários para reforçar seu organismo contra os efeitos das substâncias químicas agressivas. “Todo dia, meu esposo pega almoço para gente no restaurante que fica perto da nossa casa. A comida é muito boa e pagamos apenas R$ 24 por semana”, disse, enquanto era atendida na edição especial de outro programa estadual, idealizado pela Seas, o Rondônia Cidadã.

A secretária da Seas, Luana Rocha, lembrou que o Prato Fácil foi criado com o objetivo de amenizar os impactos causados pela pandemia e hoje tem feito a diferença na vida de muitas pessoas que conseguem se alimentar bem, além de contribuir com a geração de emprego e renda na cadeia produtiva de alimentos. “O programa é bom para alimentar quem necessita e para quem precisa de emprego, para quem produz alimentos e para o proprietário dos estabelecimentos credenciados”, ressaltou.

Fonte: Secom

Notícia vista 1601 vezes


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.