Jornal Correio Popular Notícia
JI-PARANÁ
CMAEE-Autismo zera fila de espera de crianças

Data da notícia: 2023-09-15 18:20:10
Foto: Maria Elis/CCS
São cinco tipos de terapias proporcionadas a crianças e adolescentes atendidos na unidade da Rede Municipal

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e a Superintendência de Autismo, está atendendo crianças que fazem parte da Rede Municipal de Ensino (RME) que estavam em fila de espera do Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado para Autismo (CMAEE-Autismo). Atualmente, o Centro atende 159 pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), entre 4 a 14 anos. Para atender a demanda das crianças que estavam esperando para os atendimentos, a equipe do CMAEE-Autismo abriu novos horários no contraturno, sendo quatro novas turmas específicas. Os atendimentos no centro acontecem de segunda à quinta-feira, com três horas e meia de atividades e apenas duas vezes por semana para cada aluno, com o acompanhamento dos pais.

São cinco tipos de terapias proporcionadas a crianças e adolescentes, como estimulação motora, sensorial, aquática, cognitiva e informática. Uma novidade na instituição, também para atender a demanda é a sala de Comunicação Alternativa Aumentativa (CAA), com o objetivo de estimular os alunos com necessidades complexas de comunicação.

No início do mês de agosto, o Centro contava com 103 crianças que precisavam da avaliação. Após alguns ajustes administrativos, mais de 90 crianças já passaram pelo chamamento e as avaliações continuam de forma contínua no local, a fim também de zerar essa fila. “Para as famílias é fundamental, porque eles esperam pelo diagnóstico e por essa intervenção. Isso ajuda muito no desenvolvimento das crianças, por isso nós trabalhamos para conseguir zerar a fila de espera no Centro de Autismo, mesmo diariamente aparecendo mais crianças”, afirmou a superintendente de Autismo, Carla Moscoso.

No todo, 26 profissionais atuam na instituição. A estrutura da unidade é toda preparada para atender às manifestações comportamentais de cada aluno, com adequações em cada ambiente do local, respeitando a sensibilidade que todos apresentam. “O prefeito Joaquim Teixeira (PL) pediu desde o início para darmos uma atenção especial ao Centro. Nós da Semed, contribuímos de forma organizacional e hoje temos esse resultado, o objetivo é atender toda a comunidade que necessita”, pontuou, Marcos Pereira, secretário da Semed.

Fonte: Hiandra Trindade - CCS

Notícia vista 1677 vezes


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.