Jornal Correio Popular


COVID-19
Semusa traça novas estratégias de vacinação

Data da notícia: 2021-09-29 19:15:20
Foto: Assessoria/Divulgação
Com a iniciativa, a pasta espera desafogar o sistema drive-thru e também proporcionar mais comodidade à população

A Prefeitura de Ji-Paraná, por meio da Divisão de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), está traçando novas estratégias na campanha de vacinação contra a Covid-19. Agora, o município conta com seis pontos fixos de vacinação, às quartas-feiras, além da aplicação da segunda dose em gestantes e puérperas, nas quartas e sextas.

Os pontos fixos de vacinação passaram a funcionar na semana passada, em seis unidades básicas de saúde (UBS), com vacinação na última quarta-feira (22). Devido à baixa procura na UBS São Bernardo, a Divisão de Imunização decidiu fazer uma alteração, substituindo a unidade pela UBS 2 de Abril.

Agora, a vacinação nos pontos fixos acontece às quartas-feiras, nas UBS Dom Bosco, 2 de Abril e km-05, no 1º distrito, e nas unidades Nova Brasília, BNH e Exposição, no segundo distrito. O atendimento acontece das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h.

Desde agosto, a Semusa vem realizando a vacinação, com a primeira dose, nas gestantes e puérperas, às quartas e sextas, nas UBSs 2 de Abril e BNH. Agora, as unidades também vão aplicar a segunda dose, com as vacinas Pfizer e Coronavac, para as grávidas e mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias.

“A ideia é desafogar o drive-thru de vacinação e também proporcionar mais conforto às gestantes e puérperas que precisam tomar a segunda dose”, afirmou a diretora da Divisão de Imunização, Cristiane Della Libera. Ela ressaltou que o atendimento às grávidas e puérperas acontece na quarta, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 15h, e também na sexta-feira, das 8h às 12h.

Nesta semana, o município também retomou a aplicação da segunda dose da vacina Astrazeneca, que ficou paralisada, em cerca de 20 mil, devido à falta de repasse das doses, realizado por meio do Governo de Rondônia.

“Ficamos sem estoque da vacina Astrazeneca, por isso tivemos que suspender a aplicação da segunda dose. Com a chegada de novas remessas, vamos, aos poucos, restabelecendo a vacinação com a Astrazeneca”, explicou Cristiane.

Até o momento, mais de 87 mil pessoas já receberam, ao menos, a primeira dose das vacinas contra a Covid-19, o que representa mais de 67% da população, conforme a estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com a segunda dose, ou a vacina de dose única, foram 39 mil vacinados, representando 30% da população.


Fonte: Ascom


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.