Jornal Correio Popular


Error updated record: Truncated incorrect DOUBLE value: ''
POLÍTICA
Governador apresenta planejamento para 2020

Data da notícia: 2020-01-23 18:50:18
Foto: Assessoria/Divulgação
Marcos Rocha falou das ações já desenvolvidas e as que estão por vir neste ano

A implementação de mais escolas militares, instalação de indústrias para impulsionar a geração de empregos, recuperação da infraestrutura rodoviária estadual, novo Hospital de Emergência e Urgência e outras ações que serão desenvolvidas em 2020, foram detalhadas pelo governador de Rondônia, Marcos Rocha (PSL)na quarta-feira (22).Ele mencionou os resultados positivos alcançados no ano passado. O governador também fez projeções para este ano com ações planejadas.

Segundo ele, o governo terá o orçamento de R$ 8,5 bilhões, ou seja, um acréscimo de 4,27% em relação ao exercício aprovado em 2018. Rocha deixou claro que, neste ano, várias ações estão sendo planejadas, principalmente para alavancar a geração de emprego; bem como nas áreas de saúde, educação, segurança pública e em atividades estratégicas que vão ao encontro do desenvolvimento estadual.

O governador enfatizou a solidez nas finanças estaduais, enaltecendo que 2019 ficou marcado pelo rigor no controle de despesas, permitindo o cumprimento de metas fiscais, deixando Rondônia nas primeiras colocações no ranking de Competitividade dos Estados no pilar Solidez Fiscal. “Todos os poderes trabalharam empenhados, e em conjunto, para reduzir custos”, argumentou.

O governador reforçou o interesse na recuperação das BRs 364 e 319 e comentou a possibilidade de o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em liberar recursos pelas rodovias, principalmente a que liga Porto Velho a Manaus (AM) definindo como de grande importância para integração do Brasil.

“O governo federal vem trabalhando com primazia. O presidente Bolsonaro está extremamente empenhado e ajudando bastante todos os estados assim como Rondônia. Sabemos que não dá para fazer tudo em um ano”, garantiu o governador lembrando que Bolsonaro já confirmou participará da Rondônia Rural Show que, inclusive, neste ano terá muitas novidades.

Ainda no assunto de recuperação de estradas, Marcos Rocha tratou dos avanços na recuperação desencadeada pelo Departamento de Estrada de Rodagem (DER).

“Estávamos com 12% das máquinas em funcionamento assim que assumimos o governo. Então, nós trabalhamos para recuperar as máquinas e recuperamos em torno de 90%. Mesmo durante as chuvas, estamos mexendo e trabalhando, ou seja, mostramos que é possível fazer sim”, argumentou o governador. Ele mencionou ainda a Estrada do Belmont, em Porto Velho, considerada de extrema importância para o estado e que tem recebido total atenção do governo estadual.

Sobre o setor da saúde, o governador demonstrou grande otimismo pelas ações que estão sendo implementadas e outras que estão por vir, a exemplo da construção do novo Hospital de Emergência e Urgência (Heuro). Marcos Rocha citou o mutirão de cirurgia catarata e colocou 2020 como o marco para o início da construção do Heuro que será construído para dar mais dignidade à população e superar os problemas que há anos são enfrentados no João Paulo II. E ainda estão previstas, segundo o governo, a reforma das unidades hospitalares, implantação da regulação de leitos.

Quanto ao Heuro, o governador antecipou que foi sugerido o modelo Buitt to Suit – BTS (construir para servir) que irá permitir que seja construído de forma mais rápida, menos burocrática e com mais transparência de gasto de recurso público. Rocha destacou que o novo Heuro será construído em outro local, uma vez que o antigo projeto, que inclusive foi iniciado, não suportaria a nova estrutura. Porém, o governador enfatizou que o objetivo é utilizar o espaço – antes destinados para o novo hospital – será utilizado para a construção de uma unidade de urgência e emergência infantil.

O governador admitiu o interesse de cinco indústrias que manifestaram interesse em instalar em Rondônia, citando como exemplo uma usina de etanol que pode gerar mais de mil empregos e refletir diretamente na redução do combustível no estado.

Sobre as instalações de escolas cívico-militares, previstas para 2020, as unidades educacionais devem funcionar com profissionais da Polícia Militar de Rondônia e do Corpo de Bombeiros, ou seja, readaptadas para adotar o modelo dos colégios militares.

Fonte: Assessoria

Notícia vista 1 vezes


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.