Jornal Correio Popular




ELEIÇÃO 2018
Acir Gurgacz afirma que Ciro Gomes não virá à Rondônia

Data da notícia: 2018-09-04 09:40:58
Foto: Assessoria/Divulgação
Senador diz que Ibope errou todas as pesquisas feitas neste século, questiona números e diz que espera Ciro no segundo turno

O senador e candidato ao governo de Rondônia, Acir Gurgacz (PDT), informou em entrevista coletiva que o ex-ministro e candidato à presidência da República Ciro Gomes (PDT) não virá à Rondônia durante o primeiro turno da disputa.
De acordo com Gurgacz, Ciro já esteve em Porto Velho em evento do partido no ano passado e não tem nenhuma agenda por aqui neste primeiro momento da campanha. Num eventual segundo turno do pedetista rondoniense, e dependendo em que posição Ciro Gomes ficar na corrida presencial, a visita do presidenciável poderá ser agendada, porém, sem nenhuma confirmação no momento.
Mesmo com os contratempos que vêm tendo com a justiça em função do processo que responde no Supremo Tribunal Federal (STF), Acir reafirmou a sua candidatura, dizendo que uma coisa nada tem a ver com a outra.
Com relação à primeira pesquisa divulgada pelo Ibope, Acir usou a notícia recorrente de que os resultados instituto de pesquisas não têm demonstrado muita credibilidade nos últimos anos em Rondônia, por não ter acertado nada nas eleições deste século.
“Não dá pra (sic) acreditar nessas pesquisas do Ibope. Eles nunca acertam nada por aqui. A pesquisa de prefeito de Porto Velho, em 2016, é um exemplo. O [prefeito] Hildon [Chaves] aparecia entre os últimos até a véspera do primeiro turno e não só ficou entre os mais votados como venceu as eleições no segundo turno com larga margem de vantagem”, pontuou, dizendo que a campanha segue firme e que nunca pensou em renunciar à candidatura.

Sem em frente
Acir Gurgacz afirmou que vai seguir normalmente com a campanha eleitoral para o governo de Rondônia. Na noite de quinta-feira (30), a PRG pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prisão e a inelegibilidade de Acir em razão da condenação por crimes contra o sistema financeiro.
O pedetista contou ainda que a todo momento existe movimentação no processo dele em Brasília. “E isso parece que cai o mundo na nossa cabeça. Eu fiz questão de conversar sobre o tema pela primeira vez e espero também que seja a última. Nós estamos firmes na nossa campanha”, ressalta.

Fonte: Assessoria

Notícia vista 19 vezes


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.