Jornal Correio Popular


AUTISMO
Fonoaudióloga ministra capacitação no CMAEE

Data da notícia: 2018-08-10 09:35:39
Foto: Assessoria/Divulgação
Paula Lins (esq) realiza atividades lúdicas com pais e alunos, focando a importância do desenvolvimento da criança autista

A fonoaudióloga e terapeuta Paula Lins está realizando uma capacitação com os professores, educadores físicos, cuidadores e estagiários do Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado para Autismo (CMAEE). A ação é uma parceria entre a Prefeitura de Ji-Paraná e a Associação de Pais e Professores do CMAEE.
Paula Lins é formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e mestranda em comunicação humana pela Universidade de São Paulo (USP).
Durante a semana, a fonoaudióloga transmite orientações importantes sobre a base regulatória necessária para o desenvolvimento da criança autista, tanto em fatores emocionais e biológicos quanto sensoriais e motores.
De acordo com a diretora do CMAEE, Márcia Pereira de Souza, a vinda da terapeuta está sendo um marco na capacitação dos profissionais, uma vez que ela é qualificada dentro do modelo terapêutico adotado pelo centro, tendo ministrado cursos e palestras em diversas partes do país. “Ela está acima das nossas expectativas”, disse a diretora.
A capacitação ministrada por Paula Lins tem carga horária de cem horas. O curso iniciou na segunda-feira (6) e o encerramento está programado para hoje, sexta-feira (10).
As atividades foram divididas em dois momentos. Pela manhã, com a presença de pais e alunos. E no período da tarde, com a participação dos 16 profissionais do CMAEE.
“No trabalho que desenvolvemos, a família da criança está presente em todo momento. A criança precisa estar bem, precisa estar se sentindo segura para o seu melhor desenvolvimento. No modelo DIR/Floortime existe todo um embasamento científico, relacionado à questão regulatória das crianças, visando sempre uma melhor integração sensorial delas, até mesmo em casa. Para que futuramente elas possam se desenvolver melhor, serem mais funcionais e se sentirem melhor na sociedade”, explicou.

Referência
Para a fonoaudióloga, o trabalho realizado pelo CMAEE em Ji-Paraná é referência para todo o Brasil
“Praticamente todos os fins de semana tenho viajado, ministrando esse curso de capacitação, basicamente em centros particulares. Raramente sou chamada para ministrar essa capacitação em centros públicos. O que encontrei aqui foi um lugar com uma estrutura muito boa, com profissionais muito bem instruídos, com famílias muito engajadas e um centro muito bem equipado”, enfatizou.
A profissional também ressaltou a importância da inclusão da criança autista e modo como ela deve ser vista na sociedade. “A criança tem que ser vista como um todo e não como parte. A criança autista tem que ser vista em toda sua complexidade, inclusive o núcleo familiar como sendo parte dessa criança. Sendo assim, é possível apresentar um trabalho de qualidade, é o que está sendo apresentado em Ji-Paraná”, declarou.

Fonte: Assessoria

Notícia vista 127 vezes


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.